Ainda me lembro nas academias, nos anos 90, os alunos fazendo um exercício segurando um peso ao lado do corpo e fazendo movimentos laterais para queimar o pneuzinho. Indo esmagar a pochete. Ou então o famoso lema “Fazer abdominal para perder a barriga”.

E há ainda outros casos que você deve conhecer, como a pessoa compulsiva que depois de uma orgia gastronômica em um fim de semana, vai pra academia, na segunda-feira, fazer duas aulas seguidas de spinning para “queimar” o excesso.

Tenho uma má notícia pra você e outra boa, que deixo pro final.

A má notícia é que isso não existe. Seu corpo está geneticamente programado a acumular gordura em certas partes e a perder da mesma forma. Se tiver o chamado formato “pêra”, você tenderá a ter gordura nas pernas, glúteos e culotes ou se tiver o formato “maçã”, esse acúmulo é mais na barriga.

Imagina uma pessoa obesa que não faz dieta mas começa a fazer muito abdominal e fica toda gorda, mas sem barriga. Já viu algo assim? Não viu. Ou um pintor que usa o braço direito para trabalhar e depois de um tempo exercitando esse braço, 8 horas por dia, todos os dias, tem um braço mais magro que o outro. Já viu? Ou então todos os carteiros do mundo de pernas claramente mais finas e definidas comparadas com as do resto da população pelo tanto que caminham por dia.

“Mas se eu fizer bastante exercício aeróbico vou perder gordura de uma forma geral, pelo menos?” Aí vamos para outro assunto que já falei em um post passado. Restrição calórica forçada ou exercício para ajudar esse déficit não funcionam. Sim, você leu certo. Exercício aeróbico não emagrece, pelo menos de forma definitiva. E exercícios aeróbicos intensos podem até emagrecer um pouco, mas de uma forma prejudicial para saúde. Há muito o que se falar da forma técnica, dos diversos estudos e análises e sugiro que você clique aqui para ler um texto de um blog especializado, em português, com todos os detalhes. Bem escrito, fácil de entender e de te convencer de maneira científica e derrubar vários paradigmas.

Mas não se engane achando que se exercitar não é saudável. Não foi o que eu disse! Um estilo de vida ativo, com exercícios e em oposição a ficar sentado no sofá assistindo televisão é primordial para o sistema cardiovascular, aliviar estresse e ansiedade, fortalecer os ossos, diminuir o risco de câncer, melhora de funções cognitivas do cérebro, liberação de endorfina e outros.

Você ainda pode sim ter benefícios de emagrecimento fazendo exercícios curtos, intervalados, de auta intensidade (HIIT) e musculação além de outros benefícios. Mas e aeróbico?? Claro que pode fazer também, se te dá prazer como a turma da corrida de rua, mas tenha consciência que o grande foco no emagrecimento é a alimentação correta. E é por isso que no Método 4Mind o atendimento com o personal trainer é no final do processo, com você magro, feliz e cheio de energia!

E a boa notícia que mencionei no começo do texto? Vai me dizer que você não precisar ficar uma hora na esteira chata da academia, para emagrecer, não é uma boa notícia?

Coach Teco Mendes

4M_CTA_eBook01_CoachingEmagrecimento