Ah, a gravidez! Momento mágico na vida da mulher, do casal. E por que não dizer, da espécie humana cumprindo seu papel evolutivo de perpetuação do seus genes.

Mas nem tudo são flores, não é mesmo? Muitas mulheres seguem o conselho: “Você precisa se alimentar por dois” e se jogam no sorvete com Nutella como se gordura trans e açúcar fosse algo que o feto precisa para se desenvolver.

Se você estiver muito preocupada sobre como emagrecer depois da gravidez, geralmente isso significa que você, em termos de alimentação, não se alimentou de forma adequada. Meio que aproveitou o momento e já que é pra engordar, vamos nos jogar de cabeça. Haha.

Mas, em primeiro lugar, o que passou, passou. Em segundo, tenho uma boa notícia para você. Se você tem dificuldade em retomar o peso pós gravidez ou qualquer situação que tenha te engordado e isso é algo novo na sua vida, saiba que é a situação mais fácil de resolver.

Quando uma paciente passa pela triagem com as psicólogas do Método 4Mind, buscamos dividir em grupos para ficar mais fácil o acompanhamento dos Coaches e já entender o “backgroud”de cada um. São 3 grupos:

O primeiro são as pessoas que sempre estiveram acima do peso, tentaram todas as dietas, sofreram bullying na infância, tem problemas de autoimagem e basicamente tentaram de tudo e não conseguiram. O peso acabou influenciando até a formação da pessoa, crenças, relacionamentos etc.

O segundo grupo é das pessoas que não estão muito acima do peso, as vezes até nem 1kg mas é uma briga constante com a comida. Não tem controle, comem compulsivamente e depois querem compensar com horas de academia. Não tem tanto problema de imagem como o primeiro grupo, mas são muito exigentes com elas mesmas. Tem namorados e namoradas, vida social, mas sabem que se descuidarem a balança sobe. Ou estão emagrecendo ou engordando.

O terceiro grupo é das pessoas que por qualquer motivo engordaram. Um acidente que deixou de cama, uma fase muito grande com remédios que engordam, ou Tcharam… Uma gravidez mal administrada no quesito alimentação.

Este grupo é geralmente o mais fácil de colocar de volta aos trilhos. Estão perdidos porque nunca fizeram dieta, não sabem nem por onde começar e o espelho está assustando e o desespero bateu. Mas ao mesmo tempo, nunca fizeram bobagens de dietas malucas ou remédios. Não tem problemas de autoimagem ou de relacionamento (aliás, engravidaram, né?). Então tudo acaba ficando simples fazendo a coisa certa, os resultados aparecendo e a neura indo embora. Não é um estresse enraizado, com compulsão ou qualquer coisa que descontasse na comida e sim um sobrepeso circunstancial. Mas sozinhos falham pelo foco excessivo no resultado e sem entender o processo.

Respondendo a pergunta do título, há de entender a situação, fugir de radicalismo, tentando resolver em uma semana um problema criado por meses, respeitar o corpo e ter calma. Pode parecer complicado ou até fácil de falar e difícil na prática. Mas como disse, com uma boa equipe e a alimentação correta, tudo se resolve. E qual alimentação é essa? Vou falar mais sobre ela no próximo post!

Coach Teco Mendes

4M_CTA_eBook01_CoachingEmagrecimento